domingo, 31 de julho de 2016

DICAS: COMO COMPRAR A MÁQUINA DE COSTURA CERTA

Stitched up Katharine Morling_2

Quando você está ingressando no universo da moda, não conhece nada sobre os equipamentos e está em busca da sua primeira máquina de costura, deixando claro que aqui estamos falando de maquina “reta”, é muito simples pedir opiniões alheias e acabar escolhendo o equipamento errado.

Primeiramente, devemos pensar que a máquina é algo extremamente pessoal, que você utilizará sempre, ou até, talvez, todo dia. Logo, sua escolha deve ser a mais confortável possível e aquela que se adeque melhor aos seus padrões e objetivos. Além, de que, marca nem sempre é o padrão que você deve seguir para escolher o melhor equipamento, os modelos são extremamente variados, e, em alguns casos, o que é bom em uma pode deixar a desejar na outra.

Aqui vão 3 dicas para você seguir e tentar encontrar a melhor máquina para você:

  • Industrial ou caseira? Neste caso, devemos considerar, primeiramente, que a maior diferença entre essas duas categorias está na velocidade de laçada, logo, para quem está começando, e ainda não possui prática alguma, a melhor opção pode ser a caseira. Mas, se você pretende produzir muitas peças, mesmo que ainda não esteja 100%, a industrial pode ser sua melhor opção, já que a velocidade de produção é bem maior e você não deve levar tanto tempo assim para aprender.
  • Espaço? Outra diferença gritante entre as máquinas caseiras e industriais, se encontra no fato de que a máquina industrial possui um motor gigantesco e por isso ela sempre acompanha uma mesa, que tem no mínimo 1,5m de comprimento; enquanto a máquina caseira, geralmente possui uma caixa de suporte pequena, que você pode fechar e guardar em qualquer lugar da sua casa.
  • Pontos? Se você não sabe o que isso significa, eu vou te explicar, os pontos da máquina são simplesmente as opções de trançada que as máquinas de costura tem para que você possa fechar as suas peças; as máquinas industriais retas, geralmente, possuem apenas um ponto, o ponto reto (logicamente! Rs), te permitindo apenas mudar o espaçamento entre eles; enquanto as máquinas caseiras costumam trazer de 5 pontos a mais opções para o consumidor (reto, zigue-zague…), se você está no início, e não tem condições de comprar as outras máquinas, principalmente a overloque (essencial para corte e acabamento das peças), a máquina portátil pode ser sua melhor opção de compra.

Gostou das dicas? Já tem máquina? Comenta aqui qual foi a sua escolha e se ela foi boa ou não!